CONSULTAS BOA VISTA SCPC ONLINE

CÓDIGO    SENHA   

Os benefícios que a educação financeira pode trazer à sua vida.

 

O primeiro passo para a mudança é o “conhecer a ti mesmo” financeiramente

 

Saber como conquistar o seu dinehrio é tão importante quanto gastar com qualidade para evitar problemas no futuro. E, diferente do que muitas pessoas acreditam, manter as finanças em dia não é uma questão individual. O cuidado com o próprio dinheiro reflete diretamente em nossas relações com outras pessoas: quem nunca teve um amigo que sempre pedia dinheiro emprestado, ou algum parceiro que não nunca dividia a conta do restaurante?

Situações como essas fazem parte da nossa rotina. Por isso, a educação financeira é fundamental – e o diálogo sobre o assunto se faz cada vez mais necessário em uma sociedade estimulada constantemente a consumir, como a nossa.

Mas falar sobre grana ainda é tabu para muitas pessoas. Por que? Quero levantar alguns pontos sobre o assunto que podem dar algumas respostas para este questionamento. Olha só!

Qual é o problema de falar sobre dinheiro?

Há alguns anos, era normal ouvirmos críticas em relação à qualidade das propagandas de televisão e rádio que bombardeavam as programações, sendo destaques até em programas infantis. No entanto, o tempo passou e a massificação do consumo tomou proporções ainda maiores, fazendo-se presente em todos os sites e redes sociais que acessamos.

Dizer “não” para o consumismo desenfreado requer autoconhecimento, aquisição de novos hábitos e diálogo com pessoas ao nosso redor.

Muitas pessoas fogem desse tema pelo medo de serem julgadas por suas fraquezas. No entanto, manter atitudes nocivas pode levar a problemas maiores – de cunho psicológico muitas vezes e, no caso de pessoas que convivem com o companheiro nesta situação, o descontrole pode ser motivo de brigas e levar ao divórcio.

Uma relatório publicado pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) em 2018 reforça a falta de preparo dos brasileiros para lidar com o próprio dinheiro: 40% não têm o hábito de poupar e apenas 10% reservam dinheiro para fazer investimentos.

Educação financeira na prática: como começar a organizar o dinheiro?

O primeiro passo para a mudança é o “conhecer a ti mesmo” financeiramente. Ou seja, você tem que saber exatamente o quanto entra e sai da sua conta todos os meses para pagar as despesas e quais são as dívidas que possui. É em cima dessa análise que a educação financeira pode ajudar a criar novos padrões de comportamento e mudar a sua vida.

Após realizar esse processo, ficará muito mais simples entender onde você está gastando além do necessário e quais medidas tomar. Caso você more com outras pessoas, o passo seguinte é trabalhar com elas em busca de melhorias do orçamento da casa.

Por onde começar a falar sobre dinheiro com os outros?

Independente do elo afetivo, pessoas que vivem sob o mesmo teto precisam falar sobre gastos e, na medida do possível, buscar soluções eficazes para diminuir despesas. Para quem nunca fez isso, uma solução é dar o primeiro passo de maneira sutil. Ou seja, após analisar as próprias contas, vale expor as descobertas e pontos de melhoria em forma de bate-papo.

Caso o outro lado seja receptivo e dê abertura para que o assunto possa ser explorado ainda mais, vale a pena sugerir para que seja feita a análise das contas da casa conjunto, por exemplo. Desta maneira, uma parceria será construída e o tema, que antes parecia ser um problema, passa a ter solução clara e eficaz.

Como aprendi a lidar com dinheiro? Educação financeira!

Estar em contato com informações do mundo financeiro faz parte da minha rotina há muitos anos. Por isso, pude entender desde cedo que o dinheiro representa uma forma de materialização do meu esforço. Ou seja, gastar mal e não cuidar da minha saúde financeira é o mesmo que desperdiçar meu empenho. Desde o momento que cheguei a essa conclusão, melhorei a minha relação com a grana e me habituei a pensar duas vezes antes de comprar qualquer coisa por impulso.

O curioso é que o Finanças Femininas faz parte dessa história, porque foi um dos primeiros sites que conheci sobre o assunto e voltado diretamente para mulheres. Hoje tenho a possibilidade de escrever para esta plataforma de conhecimento. Que honra!

Com a minha experiência, quero ajudar você a evoluir financeiramente e mostrar que a adoção de pequenos hábitos pode refletir muito na sua saúde financeira. Que tal trabalharmos juntas e explorarmos este universo tão vasto e cheio de possibilidades, mas sem extrapolar nos gastos!

*Thaís Teles é jornalista, com especialização em Marketing Digital pela FGV, apaixonada por finanças e pessoas. Acredita que a comunicação e educação podem salvar vidas e ajudar as pessoas a progredirem em diversos âmbitos da vida, principalmente quando o assunto é dinheiro

FONTE: Finanças Femininas - Thaís Teles




<< Voltar

Associação Comercial e Industrial de Ituverava
Rua Cel. José Nunes da Silva, 277 - Centro - Caixa Postal 57 | Ituverava/SP - 14500-000 - acii.ituverava@gmail.com
Imagem