CONSULTAS BOA VISTA SCPC ONLINE

CÓDIGO    SENHA   

Apesar da alta em março, inflação deve fechar 2019 abaixo da meta.

Isto deverá ocorrer mesmo havendo pressão dos preços das matérias primas, devido à elevada ociosidade na economia

 

Em março, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acelerou para 0,75%, superando as expectativas de mercado.

 

Assim, no acumulado em 12 meses, a alta de preços registrada, que aproxima a inflação anual, também acelerou, alcançando a 4,58% (veja tabela em destaque), ficando acima da meta de inflação perseguida pelo Banco Central (4,25%).

Essa aceleração se explica principalmente pelos impactos das elevações dos preços dos alimentos, em decorrência dos baixos estoques observados na entressafra, e dos combustíveis, pressionados pelo maior preço internacional do petróleo, causado tanto pelas sanções econômicas impostas pelos Estados Unidos ao Irã e à Venezuela, como pelo corte da produção determinado pela Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP), além da maior cotação do dólar.

No mesmo mês, o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI), divulgado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), apesar de ter apresentado alta de 1,07%, inferior à observada em fevereiro, acelerou em 12 meses, chegando a 8,27%, influenciado principalmente pela maior inflação de matérias primas industriais (IPA IND). 

Em síntese, em março, a inflação oficial, medida pelo IPCA, em termos anuais, ultrapassou a meta de inflação perseguida pelo Banco Central, devido a fatores pontuais, mantendo-se, portanto, a tendência de fechar 2019 em patamares inferiores à mesma.

Isto deverá ocorrer mesmo havendo pressão dos preços das matérias primas, devido à elevada ociosidade presente na economia.

FONTE: Diário do Comércio




<< Voltar

Associação Comercial e Industrial de Ituverava
Rua Cel. José Nunes da Silva, 277 - Centro - Caixa Postal 57 | Ituverava/SP - 14500-000 - acii.ituverava@gmail.com
Imagem